Escotismo


Fundado por Lorde Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, em 1907, é um movimento mundial, educacional, voluntariado, apartidário e sem fins lucrativos. A sua proposta é o desenvolvimento do jovem por meio de um sistema de valores que prioriza a honra, baseado na Promessa e na Lei escoteira e, através da prática do trabalho em equipe e da vida ao ar livre, espera-se fazer com que o jovem assuma seu próprio crescimento, tornando-se um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina.

A União dos Escoteiros do Brasil é a instituição que dirige e acompanha as práticas escoteiras adotadas no Brasil.


VALORES DO MOVIMENTO ESCOTEIRO

Desenvolvimento físico: por meio de jogos ao ar livre, exercícios, excursões e acampamentos.

Desenvolvimento moral: o propósito é que essa geração seja sadia no futuro, para desenvolver a mais alta forma de compreensão e dever para com Deus, pátria e próximo.

Desenvolvimento intelectual: dá-se uma preparação adequada pelo conhecimento adquirido em cada uma das etapas como cozinha; campismo, nós, natação e salvamento; primeiros socorros; regras de segurança, orientação, transmissão de sinais, estudo da natureza, entre outros.


MÉTODO ESCOTEIRO
  1. ACEITAÇÃO DA LEI E DA PROMESSA ESCOTEIRA:
    Aceitar a Lei e a Promessa significa prometer vivenciá-las, assumir um compromisso de vida, um código de ética e de comportamento. Ninguém é obrigado a aceitar a Lei e a Promessa, mas a partir do momento que o faz espera-se um esforço para observá-las.

  2. APRENDER FAZENDO:
    O Escotismo prega o aprendizado pela prática, pela ação, valorizando o treinamento para a autonomia baseado na autoconfiança e iniciativa, desenvolvendo os hábitos da observação e dedução.

  3. VIDA EM EQUIPE:
    A vida em equipe significa a integração a pequenos grupos, que são as unidades de trabalho nas Seções. O pequeno grupo possibilita a descoberta progressiva de responsabilidade e prepara o autocontrole, por meio da disciplina consciente assumida voluntariamente além de desenvolver a capacidade tanto para liderar quanto para cooperar.

  4. ATIVIDADES PROGRESSIVAS, ATRAENTES E VARIADAS:
    As atividades são o elemento que dispomos para atrair os jovens no Movimento Escoteiro. Para tal, é necessário que se atendam aos anseios, as características e necessidades de cada faixa etária. As atividades definidas, programadas com a participação dos jovens de acordo com cada Ramo, asseguram seu interesse e seu envolvimento. Eles vão ao Grupo para se divertir e nós utilizamos as atividades para ajudá-los na sua autoeducação.
    As atividades devem ser programadas de maneira progressiva não somente em duração, mas em termos de exigências de técnicas, habilidades e amadurecimento e de oferecer aos jovens desafios e aventuras de acordo com a sua evolução no Grupo, ou vivência dos diferentes Ramos.
    As atividades devem ser atraentes e variadas. Elas serão atraentes quando afinadas com os desejos e necessidades dos jovens.
    As atividades escoteiras compreendem jogos, capacitação em técnicas úteis estimuladas por um sistema de distintivos, a vida ao ar livre e em contato com a natureza, a interação com a comunidade, a Mística Escoteira e o Ambiente Fraterno.

  5. DESENVOLVIMENTO PESSOAL COM ORIENTAÇÃO INDIVIDUAL:
    O chefe escoteiro deve acompanhar o desenvolvimento de cada jovem individualmente. Deve identificar suas qualidades e deficiências para melhor orientá-lo e criar oportunidades para que ele se supere. Manifestar interesse pelas coisas que ele faz, gosta, oferecer ajuda e orientação são alguns passos para conquistar a amizade do jovem.
    Portanto, o chefe deve considerar a realidade e o ponto de vista de cada jovem, identificar as potencialidades de cada um e dar o exemplo.

O Método Escoteiro foi desenvolvido para estimular o desenvolvimento do jovem para além dos anos de escotismo. Isso significa que funciona para todos os jovens mesmo que ele tenha oitenta anos.


PARTICIPAÇÃO DOS PAIS E RESPONSÁVEIS

Sem a participação voluntária dos adultos, não é possível realizar as atividades previstas no Programa Educativo. Muitos dos adultos presentes hoje nas Unidades Escoteiras Locais são pais de jovens e crianças que integram o Movimento Escoteiro.

Direitos dos Pais e Responsáveis:
  • Direito a voz e voto nas Assembleias de Grupo;
  • Dar sugestões e se envolver nos projetos do Grupo Escoteiro;
  • Participar das Reuniões de pais na seção de seu filho/filha;
  • Receber informações sobre as atividades da seção de seu filho/filha;
  • Participar dos acampamentos, incorporando-se às equipes de apoio;
  • Exercer a função de instrutor, Dirigente Institucional, Escotistas, etc.
Deveres dos Pais e Responsáveis:
  • Participar ativamente das reuniões da Assembleia de Grupo;
  • Comparecer às reuniões de pais na seção de seu filho/filha;
  • Colaborar, dentro de suas possibilidades, nas atividades desenvolvidas pelo Grupo Escoteiro (promoção de festas, excursões, acampamento, entre outros);
  • Estimular seu filho/filha no desenvolvimento da capacitação escoteira e na regular frequência às atividades;
  • Contribuir para que seu filho/filha mantenha em dia as mensalidades do Grupo Escoteiro.

Mais Informações sobre o Escotismo podem ser acessadas através dos links:
Sempre alerta para servir,
Grupo Escoteiro Desbravador

Comentários

Postagens populares